Mãe Empreendedora: o que saber para abrir o seu negócio

Quando nasce uma mãe, case muitas vezes nasce também uma mãe empreendedora. Isso porque, ao  torna-se mãe a mulher, de repente, se percebe em meio a um turbilhão de mudanças na sua vida que nem ela mesma é capaz de explicar ou, às vezes, compreender. O amor pelo pequeno ser que acabou de chegar ao mundo é tão avassalador que a vida que acontecia antes, tão rotineira e pré-programada, já não é mais possível. Dentro dessa nova realidade, uma questão que assombra muitas mães: o trabalho. Permanecer em um emprego ou em um vínculo que permita que ela continue exercendo sua autonomia financeira, sem interrupções em uma carreira consolidada ou promissora, é maravilhoso. Por outro lado, como deixar seu bebê ou filho pequeno aos cuidados de outra pessoa e não conseguir acompanhar a evolução dessa vida pela qual é responsável? Esse questionamento faz parte da minha história, da sua história e de tantas outras mães que passam pela mesma situação quando nasce um bebê.

O empreendedorismo materno surge como uma possível solução para que a mulher tenha flexibilidade de tempo para dedicar-se ao filho ou aos filhos e, ao mesmo tempo, investir em um negócio próprio que possa lhe garantir uma renda. Mas para que essa importante decisão seja bem fundamentada, é preciso saber que ser uma empreendedora também apresenta algumas dificuldades, especialmente no começo. Por isso, confira neste artigo algumas informações importantes para você que está pensando em se tornar uma mãe empreendedora!

Mãe empreendedora

Desafios para mãe empreendedora

A maior motivação de uma mãe para iniciar um empreendimento é passar mais tempo perto dos filhos. Um emprego tradicional com carga horária diária de 8 horas não permite muita flexibilidade para que uma mãe veja um filho pequeno, o amamente e acompanhe seu desenvolvimento tanto quanto gostaria. Mas abrir um negócio próprio também exige certa disciplina e planejamento, e esses são dois dos desafios mais importantes para qualquer pessoa que deseja iniciar um empreendimento. Porém, especialmente para mães empreendedoras, que têm diversas responsabilidades diárias, eles fatores precisam estar bem mais claros.

Como tomar uma decisão?

Obviamente, essa decisão é bastante pessoal e precisa ser analisada com o apoio da família e dos amigos. Se você tem a opção de abrir mão de um emprego e entrar para o mundo do empreendedorismo materno, o primeiro passo é saber que tipo de negócio você vai abrir. Você vai abrir uma empresa aproveitando os conhecimentos e habilidades que já possui ou vai se aventurar a aprender algo novo que sempre teve vontade? De qualquer forma, é preciso analisar o mercado e fazer algumas pesquisas, mesmo que informalmente, para saber se há espaço para o produto ou serviço que deseja oferecer. Ter essas informações em mãos pode te deixar mais segura para tomar uma decisão. E, não esqueça que planejar é necessário sempre.

Onde procurar ajuda?

Existem atualmente vários profissionais que dão suporte tanto emocional quanto empresarial para mães empreendedoras. Você também pode procurar os serviços do Sebrae para obter informações gratuitas sobre a melhor forma de abrir o seu negócio, além de algumas ferramentas importantes para o empreendedor. A Maternarum também oferece esse acolhimento às mães empreendedoras, por meio de palestras, consultorias, cursos e a famosa Feira Maternarum.  A  Aurora Consultoria parceira Maternarum, tem um artigo bem bacana sobre o assunto, Clique aqui

Gostou deste artigo? Compartilhe em suas redes sociais, e deixe também seu comentário abaixo com suas dúvidas, sugestões e experiências. Se você quer saber mais sobre empreendedorismo materno e bater um papo sobre o assunto, entre em contato conosco agora mesmo.

Assuntos Relacionados

Leave A Comment